Reflexões e artigos sobre o dia a dia, livros, filmes, política, eventos e os principais acontecimentos

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Quem são os verdadeiros vândalos?

António Riserio*
Quem são os verdadeiros “vândalos”? [Peço licença para reproduzir, sem maiores floreios e com ligeiríssimas alterações, um texto meu que está circulando aí pelas redes sociais]: A mídia faz uma cruzada contra os “vândalos”. Apresenta-os como a encarnação da destruição. Coitados. Será que têm poder para tanto? De modo algum. A paisagem é a seguinte. Carros e ônibus incendiando, fogos de artifício explodindo, um garoto atirando uma pedra na vidraça de uma loja ou de uma agência bancária. E aí fica todo mundo horrorizado, achando que a barbárie chegou de vez. Mas me pergunto se é mesmo esta a medida das coisas. E é claro que não. Porque vejo os noticiários diariamente – e eles me fazem ver as pequeninas ações dos “vândalos” como coisas definitivamente menores, quase insignificantes. Os filhos da puta que dominam o país devastam a Amazônia (o desmatamento deste ano é o maior desde 2008). O governo da Bahia entrega uma fatia do litoral a uma fábrica chinesa, condenando a praia. Empresários seguem destruindo vales e rios – e emporcalhando o ar que respiramos. E “vândalo” é o jovem que joga uma pedra na fachada de uma empresa? “Vândalo” é o estudante que quebra a janela de uma loja ou de um palácio – e não governadores e prefeitos que fazem o patrimônio histórico de nossas cidades cair aos pedaços? Vamos parar com isso. Queimar um ônibus não é nada, em comparação com as matas incendiadas pelo agronegócio. Um banco tem como repor facilmente suas frentes envidraçadas. E nós – como vamos repor a Mata Atlântica? A baía de Guanabara foi destruída sem pena por empresários e governantes, virando um vasto poço de merda. E “vândalo” é o black block que quebra uma boutique de artigos de surf? Mais: os empresários não sairiam por aí destruindo e saqueando se não tivessem o beneplácito dos governos. Logo, sejamos lógicos: vândalos – mesmo – são nossos empresários, políticos e governantes. E o vandalismo maior, neste momento, está no Congresso. Aquele bando de escrotos não hesita em saquear e agredir o povo brasileiro. Em comprometer a saúde de todos. Em bater nossas carteiras à luz do dia. Etc. E vândalo é o rapaz que arranca uma placa de sinalização? Me desculpem: vândalo é Renan Calheiros. Vândalos são os deputados cínicos que, direta ou indiretamente, destroem escolas e hospitais públicos, para encher o próprio bolso e a própria pança. Vândalos são os canalhas do Congresso Nacional. São os sacanas que estão destruindo não simplesmente um automóvel ou uma vitrine – mas o país. Congresso Nacional (Foto: Agência Senado) Congresso Nacional (Foto: Agência Senado) TAGS:políticaBaía de Guanabarasistema político. congresso nacionalagronegócioRenan Calheirosblack blockvândalosdevastação da amazôniamídiasenadocongresso nacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acessos ao Blog

Post mais acessados no blog

Embaixada da Bicicleta - Dinamarca

Minha lista de blogs