Reflexões e artigos sobre o dia a dia, livros, filmes, política, eventos e os principais acontecimentos

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Observação de Baleias – uma singularidade baiana

Ernesto Ribeiro*

Entre os meses de julho e novembro de cada ano, as baleias jubarte se aproximam da Bahia para reprodução e amamentação de seus filhotes. Elas procuram nossas águas quentinhas para cuidar dos bebês e oferecem um espetáculo impactante para moradores e turistas em nossa terra. O destino mais procurado por elas é o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, onde ficam aquecidas e protegidas. Outro local bastante procurado pelas jubarte, mesmo ficando fora do Parque de Abrolhos, é uma enorme coroa natural, localizada na costa do município de Nova Viçosa. Mas para chegar lá elas passam praticamente por toda a costa baiana e ai podem se transformar em um singular e extraordinário atrativo turístico.

O Parque Nacional Marinho de Abrolhos é uma visita inesquecível, tanto no verão, para mergulhos com tartarugas e muitos peixes, quanto na temporada das baleias, para observação dos enormes mamíferos. Para ir a Abrolhos, acredito que o melhor caminho seja via aeroporto de Porto Seguro e daí seguir de automóvel até o município de Caravelas, no extremo sul da Bahia, de onde saem embarcações turísticas para o arquipélago. Essa região, turisticamente chamada de Costa das Baleias, abriga ainda Mucuri, Nova Viçosa, Alcobaça e Prado. O litoral é muito bonito, com falésias coloridas e lugarejos pra lá de charmosos, como Cumuruxatiba e Corumbau. Para quem não sabe, o primeiro ponto onde os portugueses da esquadra de Cabral pisaram em solo brasileiro foi na foz do rio Cahy, atualmente município do Prado, de onde se avista lindamente o Monte Pascoal e se pode tomar um banho de rio inesquecível. Ah, sim, no Prado a gastronomia é fantástica. Não deixe de provar o Budião ao molho de Pitanga. 
Voltando às simpáticas baleias jubarte, que já estiveram em risco de extinção e hoje se multiplicam livremente no mar da Bahia, trata-se de um dos grandes diferenciais turísticos do nosso estado. O balé proporcionado pelas jubarte na costa baiana precisa ser visto por nove em cada dez baianos e nesse período, considerado de baixa estação para o turismo de sol e praia, pode ser o produto turístico singular que tanto procuramos.
Além da Costa das Baleias, baianos e turistas podem procurar a Praia do Forte, sede do Instituto Baleia Jubarte, para saídas de barco para avistamento das jubarte. Na Praia do Forte, pertinho de Aracaju e de Salvador, o visitante terá à sua disposição hotéis e pousadas para todo bolso e muitos e bons restaurantes para todo gosto. Dica: em agosto, empresas associadas à Turisforte (www.praiadoforte.org.br) estão com preços promocionais com descontos que variam em torno de 25%. Seja na Costa das Baleias ou na Praia do Forte, o Instituto Baleia Jubarte pode orientar sobre empresas que fazem o passeio com segurança e profissionalismo.
A Bahia já promove turisticamente esse momento mágico da natureza, mas acredito que agências, hotéis e governos poderiam aproveitar ainda mais essa singularidade do nosso litoral para atrair um público qualificado e interessado em natureza e sustentabilidade. E você, já viu as nossas jubarte este ano? 
*Ernesto Ribeiro é mestre em Administração Estratégica e trabalha com foco em desenvolvimento turístico desde 2001. Foi professor de disciplinas de Planejamento Turístico e Políticas Públicas de Turismo na Faculdade Visconde de Cairu e na Factur. Foi secretário municipal em Itaparica e sub-secretário em Salvador. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acessos ao Blog

Post mais acessados no blog

Embaixada da Bicicleta - Dinamarca

Minha lista de blogs