Reflexões e artigos sobre o dia a dia, livros, filmes, política, eventos e os principais acontecimentos

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Rede Sustentabilidade decide apoiar Aécio

Por Cristiane Agostine | Valor

O Rede Sustentabilidade, grupo político da candidata derrotada Marina Silva (PSB), decidiu na noite desta quarta-feira apoiar o presidenciável Aécio Neves (PSDB) no segundo turno. Em meio a divergências internas sobre a adesão à campanha tucana, os aliados de Marina resolveram defender também o voto nulo ou em branco, para os militantes do Rede que têm resistência a Aécio.

Depois de dois dias de reunião dos aliados de Marina, o porta-voz nacional do Rede, Walter Feldman (PSB), disse que o grupo “em hipótese nenhuma dará apoio à candidata Dilma Rousseff”. “O Brasil tem necessidade de produzir uma alternância democrática. É preciso mudar”, disse Feldman. “A síntese é que a mudança simboliza hoje a votação em Aécio, nulo ou branco. Seriam as três posições que o Rede considera adequadas no processo de mudança que o Brasil precisa realizar”, declarou na noite desta quarta-feira, na capital paulista.
A ex-ministra do Superior Tribunal de Justiça Eliana Calmon (PSB) reforçou: “O que vamos fazer: não a Dilma, sim ao Aécio, mas com o nosso programa, com os pontos que destacamos. Foi isso que decidimos, deixando que haja a possibilidade de as pessoas do Rede votarem em branco ou nulo”, afirmou Eliana, que disputou o Senado na Bahia, mas foi derrotada. Eliana disse que pretende participar ativamente da campanha de Aécio no segundo turno. “Eu subo no palanque. Eu faço campanha”, disse a ex-ministra.
A decisão foi tomada em reunião do Diretório Nacional do Rede, feita por teleconferência na noite desta quarta-feira, no mesmo dia em que o PSB anunciou formalmente o apoio a Aécio. Um dia antes, na terça-feira, a Executiva do partido havia decidido, em reunião com a participação de Marina, apenas rejeitar a candidatura de Dilma. Havia muita divergência em relação ao apoio ao presidenciável tucano.
O Rede deve divulgar até quinta-feira as propostas que considera fundamental para o próximo presidente da República.
A candidata derrotada encontrou-se com Fernando Henrique Cardoso na manhã de quarta-feira, no apartamento do ex-presidente.  Depois do encontro, Marina decidiu adiar o anúncio de sua posição, que seria feito na quinta-feira, em reunião com partidos que fizeram parte de sua coligação. A candidata derrotada não vai participar do encontro com as legendas.
Além do PSB, o PPS já declarou apoio a Aécio. Da coligação, faltam PSL, PRP, PPL e PHS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acessos ao Blog

Post mais acessados no blog

Embaixada da Bicicleta - Dinamarca

Minha lista de blogs