Reflexões e artigos sobre o dia a dia, livros, filmes, política, eventos e os principais acontecimentos

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Apple dá sinais de que falhou na estratégia do iPhone barato

Lorraine Luk, Eva Dou e Ian Sherr | The Wall Street Journal, de Hong Kong, Taipei e San Francisco

Os esforços da Apple Inc. para ampliar sua base de clientes com uma versão mais barata do iPhone parecem não estar obtendo os resultados esperados.
A gigante da tecnologia reduziu as encomendas do iPhone 5C às empresas asiáticas que contrata para sua fabricação, segundo pessoas a par da situação. Ao mesmo tempo, varejistas e operadoras de telefonia celular vêm divulgando uma demanda morna para o smartphone, o que levou alguns a reduzir os preços.
O fato de que o 5C pode ter ficado aquém das expectativas da Apple pode não ser de todo ruim, especialmente se isso significar que os consumidores estão comprando mais dos 5S, a versão mais avançada e cara do iPhone que foi lançanda junto com o 5C no mês passado e que, nos Estados Unidos, custa US$ 100 a mais. A Apple aumentou as encomendas do iPhone 5S para o atual trimestre, disseram dois executivos da fabricante taiwanesa Hon Hai Precision Industry Co.
Mas pode ser um sinal de que a Apple calculou mal sua estratégia para introduzir pela primeira vez dois novos modelos de telefones simultaneamente.
A Apple não retornou pedidos de comentários.
Gervais Pellissier, diretor-presidente da telefônica francesa Orange SA, diz que o 5C não está vendendo tão bem como esperado porque é muito caro, e o iPhone 4S, mais antigo, continua sendo uma opção atraente e mais barata. Pellissier diz que o 5C está vendendo "muito menos" do que o modelo 5S.
Da mesma forma, funcionários de várias lojas da rede varejista de eletrônicos Best Buy Co. em todo o leste dos EUA informaram que estão com grandes estoques do 5C, porém muito menos unidades do 5S. Um funcionário avaliou que o 5S está superando seu irmão mais barato em vendas numa base de três para um.
A Apple colocou seus novos celulares à venda em 18 de setembro, em meio a desafios cada vez maiores nos dois extremos do mercado, o sofisticado e o básico, apresentados por competidores fortes como a sul-coreana Samsung Electronics Co. Na faixa sofisticada, a Samsung apresentou no mês passado o Galaxy Note 3, um smartphone de tela grande à venda nos EUA por US$ 700 ou mais. Na faixa mais popular, a Samsung oferece smartphones na China por menos de US$ 100.
Os investidores vinham pressionando a Apple para reagir à concorrência oferecendo um smartphone mais barato para atrair novos compradores, especialmente na China e em outros mercados emergentes de rápido crescimento. Alguns analistas julgaram que a Apple poderia oferecer um aparelho com preço de varejo em torno de US$ 350.
Mas a Apple escolheu um caminho diferente. O 5C é basicamente o iPhone 5, lançado no ano passado, com a diferença que vem em cinco cores diferentes. Ele é vendido nos EUA por US$ 549, mas pode ser adquirido por US$ 99 com um contrato de dois anos com uma operadora.
Quando os dois modelos foram postos à venda, a atenção dos consumidores se focou principalmente no iPhone 5S, que oferecia uma câmera melhor, uma nova tecnologia de sensor de movimentos e um sensor de impressão digital. A demanda pelo modelo dourado foi especialmente alta no início, levando a Apple a aumentar as encomendas.
Hoje as lojas on-line da Apple nos EUA e na China prometem entregar o iPhone 5C no prazo de 24 horas. Mas as encomendas do iPhone 5S demoram de duas a três semanas.
Este mês, a Apple informou às suas duas fabricantes terceirizadas de Taiwan, Pegatron Corp. e Hon Hai, que iria reduzir as encomendas do iPhone 5C para o atual trimestre, disseram as pessoas a par da situação.
A Pegatron, que monta dois terços dos iPhones 5C, segundo analistas, recebeu a informação de que as encomendas seriam cortadas em menos de 20%, disse uma pessoa a par do assunto. Para a Hon Hai, o corte seria de uns 30%, segundo duas pessoas a par do assunto. Um executivo da Hon Hai, que também é conhecida como Foxconn, disse que parou de contratar mais operários devido à redução da encomenda. No mês passado, um executivo havia dito que a Hon Hai iria reforçar a equipe, antecipando fortes enco-mendas para o iPhone 5C.
Um fornecedor de componentes foi avisado que as encomendas para peças do iPhone 5C seriam cortadas em 50%, disse uma pessoa a par do assunto.
A redução nas encomendas pode indicar uma demanda fraca, ou então que a Apple queria garantir um estoque adequado do 5C, para que os potenciais compradores, que provavelmente estariam migrando de aparelhos rivais, não precisassem sair de uma loja da Apple de mãos vazias. Como isso poderia se agravar com a opção de várias cores, os varejistas tinham grandes estoques de cada uma.
Ainda assim, os sinais de demanda fraca estão em todo o mundo. A China Telecom decidiu baixar o preço do iPhone 5C de 16 gigabytes em 700 yuans (US$ 115) para 3.788 yuans. O Wal-Mart Stores Inc. também passou a oferecer o 5C por US US$ 79 com um contrato de dois anos, um desconto de US$ 20.
"Naturalmente, não está claro o que é o 'sucesso', mas é claro que uma redução de preços por parte de varejistas não é um sucesso, especialmente para a Apple, e especialmente tão depressa", disse Rajeev Chand, diretor-gerente do banco de investimentos Rutberg & Co.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Acessos ao Blog

Post mais acessados no blog

Embaixada da Bicicleta - Dinamarca

Minha lista de blogs